SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 15 de setembro de 2012

Além da morte







Venturosa dita ver-te, assim, ao vivo!
Prazer efémero da fascinação;
Mas, meu ente etéreo, estarei contigo
Porque és tu minha alma e consolação.

Lembrei-me que fosses obra de Arte, rara,
Deusa de mim e de todo o nosso amor.
Tentei-me beijar-te docemente, a cara,
Mas minha reserva não deixou transpor.

Barreiras e medos que, em mim, persistem
E deixam abertas as portas da morte,
Que trará, apenas, o fim desta vida.

É imortal o amor dos que persistem
Em lutar, contra todos e contra a sorte;
Por isso, além da morte, há outra vida.



 


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

39 Comentários:

Blogger Dorli disse...

Olá Sol!
Temos que acreditar que além da morte há um paraíso esperando todas as pessoas de bom coração. Não será esse inverno com nevasca e sim uma primavera de lindas flores e, cada flor, um amigo bom que se foi antes de nós. É um lugar tranquilo, onde não há dor nem rangir de dentes e inexiste a saudade, pois outra vida recomeça.
Uma vida maravilhosa prometida por Deus, nosso Criador e aos ímpios irão queimar no fogo eterno.Não é fogo real e sim de dor.
Eu, particularmente não tenho medo de morrer, pois depois de algum tempo, tenho certeza, que a saudade que terão de mim será vaga.
Felizes aqueles que já dormem o sono eterno, pois esses não virão a fúria de Deus no Apocalipse.
Vamos viver com intensidade os momentos de vida que nos foram agraciados por Deus
Um beijo no coração
Lua Singular

15 de setembro de 2012 às 14:54  
Blogger Sandra Subtil disse...

Docemente triste. Docemente belo!
Beijinho

15 de setembro de 2012 às 15:10  
Blogger António Manuel Conceição Santos disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

15 de setembro de 2012 às 16:35  
Blogger António Manuel Conceição Santos disse...

Vem a calhar!
Hoje é dia de luta em toda a Península Ibérica.
É por isso que as barreiras e os medos, neste dia, não devem de existir.
E se há vida para além da morte, temos que acreditar, para se tornar mais fácil viver, viver, viver ....
Um abraço cá do Algarve.

15 de setembro de 2012 às 16:37  
Blogger Célia Rangel disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

15 de setembro de 2012 às 22:12  
Blogger Célia Rangel disse...

(Corrigindo...)

SOL... Amar maravilhosamente é saber que, na transcendência, haverá o reencontro - Vida - que se renova apesar da - Morte - São amigas íntimas.
[ ] Célia.


15 de setembro de 2012 às 22:16  
Blogger Simone MartinS2 disse...

"Acredito e sei que um dia,
minha alma descansará em paz
depois que o verdadeiro amor
encontrar...!"
Amei, forte e eterno!
Abraços e obrigada pelo carinho
comigo e com meu blog.

15 de setembro de 2012 às 22:40  
Blogger Lilá(s) disse...

Quero acreditar que para além da morte haverá um reencontro com todos aqueles que amamos...
Que lindo poeta!
Bjs

16 de setembro de 2012 às 00:11  
Blogger Su disse...

Querido poeta Sol, muito tocante teu poema... A morte é um renascimento, ou talvez um "retorno" a nossa verdadeira casa...

Lindo!

Um beijinho daqui.

Su.

16 de setembro de 2012 às 14:13  
Blogger Magia da Inês disse...

¸.•°`♥✿⊱╮

"Além da morte há outra vida..." com certeza só de amor.
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil

彡♡♡♡

16 de setembro de 2012 às 15:52  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol, Querido!

Lindas palavras!
Pensar que o amor vai além, muito além é um balsámo, um alento!
Tenha uma ótima semana!
Beijos!

16 de setembro de 2012 às 18:43  
Blogger Mariangela disse...

Querido amigo Sol,
Perder alguém que amamos tanto é muito triste e doloroso, mas mesmo assim devemos nos alegrar porque certamente algo bom nos espera.
Deus nos ama e jamais nos despontará, e quando chegar nossa hora, descansaremos na terra dos justos juntamente com quem amamos tanto.
Até lá vamos viver alegremente e zelar por esse belo presente divino que é a nossa vida!
Beijos sol e uma bela semana abençoada!
Mariangela

16 de setembro de 2012 às 19:37  
Blogger Tunin disse...

A morte é o retorno para a vida espiritual de antes ou não. Tudo vai depender como cumprimos os mandamento do Senhor Deus aqui nesta vida carnal. Preparemo-nos!
Muito tocante o poema!
Abração.

16 de setembro de 2012 às 19:52  
Blogger Rita disse...

Um poema lindo e acreditar que além
da morte há outra vida me deixa mais feliz
Espero que sim, belo como sempre tudo que escreve
Abraços com carinho
Rita!!!!

16 de setembro de 2012 às 20:26  
Blogger mari disse...

Que lindo poema...obrigada pelas visitas no meu blog, bom final de Domingo, um pôr de sol cheio repousando em nossas mentes...
Beijos

16 de setembro de 2012 às 20:36  
Anonymous Anónimo disse...

Que lindo poema, obrigada pelas vistas no meu blog, bom final de Domingo, um pôr de sol cheio repousado em nossas mentes

Luana Barcelos Dantas

16 de setembro de 2012 às 20:38  
Blogger Elio disse...

Ciao Sol, ancora una bella poesia. Fa sempre piacere venire a leggerti e spero di poter capire sempre di più le tue belle parole. Buona settimana.

16 de setembro de 2012 às 21:02  
Blogger CamilaSB disse...

«É imortal o amor dos que persistem»
O amor é o sentimento mais belo e verdadeiro que existe... e, se realmente existir vida para além da morte, o amor continuará vivo e acompanhará a alma de quem o sente - rumo a essa nova vida.
Deste modo, é pois possível realizá-lo ou continuá-lo... numa outra dimensão, quiçá mais perfeita e feliz!
Um lindíssimo soneto Sol, pleno de sentimentos belos e esperançosos, gostei muito!
Bem-haja, pelo carinho... tenha uma semana cheia de luz e paz!
Beijinho com amizade :)

17 de setembro de 2012 às 01:11  
Blogger ELAINE disse...

Boa tarde, meu amigo Sol! Como estás? Poesia linda! O verdadeiro amor transpõe a barreira do tempo e do espaço...Um início de semana iluminado! Hoje tem post novo! Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

17 de setembro de 2012 às 17:00  
Blogger Dolce Vita disse...

Lindo poema!

17 de setembro de 2012 às 19:05  
Blogger Jeanne Geyer disse...

olá, desculpe a demora em responder teu comentário, estive com dificuldades em casa, mas agora com tempo, pude ler atentamente. teu poema lembra os clássicos, com muito ritmo, rimas ricas e uma grande inspiração. lindo! beijos

18 de setembro de 2012 às 03:33  
Anonymous Anónimo disse...

...e é esta esperança de uma vida após a morte que nos dá ânimo para persistir em nossa existência, depois que o grande amor se vai...

Bjsssssss,
Leninha

18 de setembro de 2012 às 10:27  
Blogger Paula Kelsch disse...

Eu adorei toda a poesia, mas a ultima estrofe em especial me tocou profundamente ... linda demais.

18 de setembro de 2012 às 13:43  
Blogger Sylvia Rosa disse...

É lá neste lugar que espero sinceramente viver o amor incondicional... Linda Poesia SOL do meu dia!

18 de setembro de 2012 às 14:34  
Blogger Maria Luiza disse...

Sol, amei esse poema e estou vindo da Anne Lieri que publicou um poema seu maravilhoso! Grande abraço meu!

18 de setembro de 2012 às 16:16  
Blogger manuela barroso disse...

O eterno mistério que atrai poetas e trovadores. O Além.
Mais um soneto com o encanto e a veia de um grande sonetista!
Bji, Sol!

18 de setembro de 2012 às 19:27  
Blogger Luar disse...

Sol

Sempre o amor, sempre o romance!
E se acaso houver outra vida que o amor perdure para além da eternidade.
Beijos

18 de setembro de 2012 às 19:51  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Acredito, na eternidade do amor...
Beijo, SOL!

19 de setembro de 2012 às 01:19  
Blogger Felismina mealha disse...

Sol

Seja Feliz, não deixe de ser feliz, aqui na terra...

um beijinho

F.M.

19 de setembro de 2012 às 01:33  
Blogger Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Quando o amor é grande, acredito que será para além dos tempos...Sempre adoro ler-te.

Deixo um beijinho e agradeço o carinho no aniversário do meu blogue.
Sonhadora

19 de setembro de 2012 às 01:46  
Blogger Anne Lieri disse...

Sol,que belo e sábio soneto!Com certeza há uma outra vida!bjs e meu carinho,

19 de setembro de 2012 às 16:14  
Blogger Nilson Barcelli disse...

O amor, por vezes, tem barreiras intransponíveis (ou quase).
Então, o melhor mesmo é guardá-lo para a próxima vida...
Belo soneto, gostei muito.
Caro amigo, tem um bom resto de semana.
Abraço.

19 de setembro de 2012 às 19:37  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Sim, Sol, a vida continua. Lindo soneto! Beijos!

20 de setembro de 2012 às 13:49  
Blogger *Simone Poesias* disse...

Olá amigo!
Como sempre belo demais teus versos e muito tocante. Li aqueles que não havia lido. Estava sem computador!

Um beijão grande e obrigada pelo carinho XD

20 de setembro de 2012 às 20:43  
Blogger Yasmine Lemos disse...

Emocionante , sem tão bem essa coisa do NÃO PODER e ter que continuar vivendo... e esperar numa outra vida.
Sol parabéns pelo belo poema
bjs

20 de setembro de 2012 às 21:32  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
TEXTO LINDÍSSIMO.
AMORES QUE NESTA VIDA SE INICIAM,MAS, CONSEGUEM TRANSPOR BARREIRAS E NEM A MORTE CONSEGUE DETÊ-LOS.
ABRÇS
zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

21 de setembro de 2012 às 18:51  
Blogger rosa-branca disse...

A morte, um dos maiores mistérios depois da vida. Maravilhoso soneto como sempre. Quer seja vida, morte ou amor são sempre maravilhosos. Beijos com carinho

21 de setembro de 2012 às 21:21  
Blogger Evanir disse...

Boa Noite Meu Amigo.
O amor verdadeiro vai alem da morte
além da vida.
O verdadeiro amor não termina
na Viagem mito pelo contrario
segue para eternidade onde se eternizara
para sempre no jardim do outro lado da vida.
A vida e a morte é uma viagem começamos nossa vagem de vota
no dia ,em que nascemos.
Lindo poema real e verdadeiro.
Um abençoado final de semana beijos
sua amiga p/ sempre,Evanr.

22 de setembro de 2012 às 05:02  
Blogger Manuel Macedo disse...

A vida é multifacetada tem várias formas,onde o amor persiste sem barreiras onde o inexplicável percorre incessantemente pelo limiar do longínquo caminho das estrelas, eternidade...que está para além da compeensão humana onde o maravilhoso tem lugar.

Pedro

23 de novembro de 2012 às 23:05  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial