SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 11 de junho de 2011

Padrão de Amor





Adoro que se encontrem, n’alegria,
As almas que nós somos e vivemos;
Adoro que sintamos, neste dia,
Amor, do muito amor que merecemos.

Recordo e revivo tais momentos
Intensos e estranhos, mas felizes.
Recordo esses, outros, sentimentos
Que deixam, na minh’alma, cicatrizes.

Depois, bem levemente, acaricio
As marcas, não de dor, mas de saudade,
Gravadas de ternuras que as vincaram,

Doadas pela vida que eu sacio
No corpo teu, que amo de verdade.
Sinais, como Padrão, ali ficaram.



SOL

Etiquetas: ,

61 Comentários:

Blogger * Verinha * disse...

Que poema repleto de doçura esse Sol!
Belíssimo!!!

Um beijo imenso em seu coração..
Verinha

11 de junho de 2011 às 19:07  
Anonymous laura disse...

Se recordar é viver
e o sonho foi de bonança
se o amor já existe de toda a vida
porque não continuar a ter esperança?

Beijinho aos dois namorados...

da laura que gosta de ver casais que se amam.

11 de junho de 2011 às 19:28  
Blogger Paulo Francisco disse...

Lindo poema de amor!
Adorei:¨Depois, bem levemente, acaricio
As marcas, não de dor, mas de saudade,
Gravadas de ternuras que as vincaram,¨

Uma grande abraço

11 de junho de 2011 às 19:38  
Blogger Maria Luiza disse...

Muito lindo. Gostei imenso. Paz e bem!

11 de junho de 2011 às 21:35  
Blogger ANTÓNIO SANTOS (TOMANEL) disse...

Sempre um doce SOL cheio de amor que reparte com a sua amada!!! que lindo este casal que se ama mutuamente ao longo de toda uma vida, são estranhos e felizes momentos... que lindo ser assim!!!
Adeus SOl, até para a proxima semana.

11 de junho de 2011 às 21:40  
Blogger Dad disse...

Lindo!
Poema muito sentido!

11 de junho de 2011 às 22:34  
Blogger Adriana Antunes Polak disse...

Simplesmente lindo!
Palavras ditas, quem sabe sentidas e bem vividas...

11 de junho de 2011 às 23:13  
Blogger Lilá(s) disse...

Muito lindo! gosto de recordar os bons momentos...os maus tento sempre arquivar.
BJS

11 de junho de 2011 às 23:17  
Blogger M. disse...

O amor é lindo. Até escrito. Se for assim:)

11 de junho de 2011 às 23:45  
Blogger Meire disse...

Recordar é viver sempre, bons ou maus momentos...lindas palavras as suas!!!
;)
bjs

12 de junho de 2011 às 01:17  
Blogger Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Adorei Sol! A gente pra nao sofrer muito tem que acariciar suavemente as cicatrizes da saudade, das dores passadas.
Beijos e um bom domingo pra você.

12 de junho de 2011 às 02:09  
Blogger Sergio Martins disse...

Belo poema; parabéns! Este dia é especial pelo que representa, mas sobretudo, porque nos permite à reflexão e o prazer das questões que envolvem o amor. Feliz dia dos namorados; abç!

12 de junho de 2011 às 05:43  
Blogger Dad disse...

Muito lindo este poema!
Parabéns e que a veia poética nunca falhe!
Beijinho,

12 de junho de 2011 às 10:07  
Blogger Catia Bosso disse...

Aqui tem poesia de gente grande... Muito bom! Passei pra conhecer e ja vou ficando...

bj.

Catita

12 de junho de 2011 às 14:27  
Anonymous edumanes disse...

Agradeço que reconheça,
O sofrimentos dos outros
Ser humano me pareça
Não ver em seus rostos
A tristeza desapareça
Que não sofra desgostos
Tenha tudo o que mereça
Obrigado pelo seu comentário
Um abraço deste amigo receba.
Eduardo

12 de junho de 2011 às 14:53  
Blogger Simone Martins2 disse...

Bom dia, a começar, desejo-lhe um Feliz dia dos Namorados com tua eterna namorada...
E que na alma
Tambem esta gravada
E encravada,
Tuas belas,delicadas Marcas
Para que nunca sejas
Esquecida...
Nem abandonada,
A vida que contigo
Eu, teu poeta sofredor,
Mantinha escondida!

Desculpe, mas tenho a mania de me empolgar quando amo uma poesia bem escrita...abraços para todos dai!

12 de junho de 2011 às 15:09  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Gostei imenso do teu soneto de amor.
Parabéns pelo talento que as tuas palavras revelam.
Abraço.

12 de junho de 2011 às 17:01  
Anonymous Brisa disse...

Olá, tudo bem?
Desejo que nesse dia especial, estejas feliz como mereces.
Se estiver namorando, viva cada segundo intensamente, mas se não estiver, não deixe de acreditar no amor que um dia com certeza ele chegará. Que Deus abençõe cada segundo de seus dias. Bjs!!!
BRISA

12 de junho de 2011 às 19:27  
Blogger Anita de Castro disse...

Poema intenso em poucas palavras, que transformam em eternidade

12 de junho de 2011 às 21:32  
Blogger Leninha disse...

Poema repleto de intensidade e de querer bem...doces marcas,doces
padrões...feliz dia dos namorados,querido Sol e continue brilhando e
amando.
Quanto ao teu comentário no meu cantinho,também não acredito que a covardia seja atributo exclusivamente masculino e sei que há mulheres que fazem dos parceiros verdadeiros joguetes em suas mãos...mas algumas daquelas frases correspondem à realidade...
Bjssssss carinhosos,
Leninha

12 de junho de 2011 às 22:41  
Blogger Lena disse...

Oi, Sol
Gran Finale: "Doadas pela vida que eu sacio/No corpo teu, que amo de verdade./Sinais, como Padrão, ali ficaram". Lindo.
Você demonstra uma enorme maturidae poética. Muita sensibilidade. Acmúsicacé linda.

Também estou retornando de um tempinho sumida pois tive uma semana e um fim de semana com um turbilhão de coisas pra fazer. Agora já me liberei o bastante e estou revendo os amigos e suas obras de arte,como esse seu poema incrível!!!
Bjkas mil e uuma semana cheia de SOL...

12 de junho de 2011 às 23:30  
Blogger manuela barroso disse...

...E quando o Sol brilha com tal intensidade, não há amor que lhe resista!
Lindo!
Bji

13 de junho de 2011 às 01:35  
Blogger rosa-branca disse...

Olá amigo, lindo soneto de amor ao som de um raio de sol. Adorei. Beijos com carinho

13 de junho de 2011 às 08:59  
Blogger Fernanda disse...

O amor é o mais belo de todos os sentimentos, ele nos fortifica e dá alento para enfrentarmos todos as desventuras.

Parabéns amigo Sol pelo belíssimo poema que revela uma paixão não menos bela.

Beijinhos

13 de junho de 2011 às 11:17  
Blogger Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

seus poemas são belíssimos!
eu gostei principalmente desta parte:
As marcas, não de dor, mas de saudade,
Gravadas de ternuras que as vincaram,

boa semana! (e adorei a música do 4tops que toca aqui)

13 de junho de 2011 às 11:27  
Blogger Ana disse...

Lindo poema!
Boa semana.

13 de junho de 2011 às 14:38  
Blogger Smareis disse...

Amigo, que poema lindíssimo, muito sentido cheio de ternura e sensibilidade.Que belos versos esse que tu diz: Adoro que sintamos, neste dia,Amor, do muito amor que merecemos. O amor é o carro chefe de nossa vida, adorei, parabéns! Um abraço!

13 de junho de 2011 às 15:24  
Blogger Simone Martins2 disse...

Bom dia, foi uma brincadeira de minha nora e que pegou, pois onde vamos, nos denominamos familia trapo, mas nao no sentido verdadeiro da palavra, mas porque somos muito crianças e sempre estamos falando alto, brincando, sorrindo e assim por diante, mas vou ver o que me apetece no momento e quem sabe...talvez...mudo o titulo...sei la, ta bom do jeito que esta...por enquanto...Sei nao! Deixa la...bjin

13 de junho de 2011 às 15:27  
Blogger Peônia disse...

Bom dia Sol!
Que mimo de poesia.
Obrigada pelas visitas!
Desejo-te uma semana maravilhosa!
Beijos de amiga-flor!

13 de junho de 2011 às 15:32  
Blogger Vera Lúcia Duarte disse...

Sol,
Amei este poema doce e intenso.
Já o li três vezes, de tanto que apreciei.
Parabéns pelo belo talento.
Afetuoso abraço.

13 de junho de 2011 às 16:18  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Parabéns pelo belíssimo soneto. Um grande abraço!

13 de junho de 2011 às 16:20  
Blogger Evanir disse...

Hoje mais uma vez com uma colinha
até ficar bem e poder digitar
a vontade sem sentir dor
nos meus dedinhos.
Nem por isso deixarei de
me fazer presente a cada amizade
para mim tão sagrada.
Deus abençoe sua semana ..
beijos no coração..Evanir..
Te Amo..Te Amo...

13 de junho de 2011 às 17:31  
Anonymous edumanes disse...

Alentejo da terra queimada,
Do calor do Sol ardente
Alentejo, minha terra amada
Noutros tempos constatemente
Por muito foste sendo explorada
Lá nos campos a trabalhar
Onde havia muita gente
Não poder, da fome, reclamar
Daquela miséria permanente.
Bom cidadão, Sol da Esteva,
Português de bom coração
Que Deus sempre te proteja
Obrigado por adorar aquele chão.

Não se nasce alentejano, é-se alentejano.

Um abraço
Eduardo.

13 de junho de 2011 às 19:01  
Blogger Fa menor disse...

Tatuagens na alma!

Beijos

13 de junho de 2011 às 19:03  
Blogger Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Gosto da sua fina e delicada sensibilidade poética. Li estes seus poemas com muito agrado.
Também gostei do poema do J.J., de homenagem à Mãe.
Obrigada pela sua visita em "Luz de África". E fico feliz por compreender o Feitiço de África. Ah, África, essa velha Feiticeira!
Um abraço.

13 de junho de 2011 às 23:24  
Blogger Leninha disse...

SOL querido,hoje estás brilhando também no meu jardim,na minha casa,na minha cidade e na minha vida...e me confundo,és tu Sol da Esteva,que trazes este brilho,esta luz ou é o astro Rei que está invadindo tudo e me trazendo esta felicidade?
Bjsssssssss,Leninha(te gosto um tantão0

14 de junho de 2011 às 12:52  
Blogger Sandra disse...

Muito bonito! Há marcas que devem permanecer como lembrança das coisas boas da vida.
Beijinho

14 de junho de 2011 às 12:54  
Blogger Su disse...

lindo lugar, linda música... e maravilhosa poesia... vontade de sentar num cantinho e ficar por aqui, ouvindo a música com a alma e ficar lendo a poesia que é sentida pelo coração...

assim vou ficando... lindo demais...

obrigada pela visita e carinho nas palavras. Su.

14 de junho de 2011 às 13:57  
Blogger Evanir disse...

A amizade, nasce e cresce como flor,
mas para ela viver,devemos cultivar com amor.
Rega-la a cada amanhecer.
Manter a sinceridade sempre
Não quero sua amizade por um
unico Dia.
E sim para toda vida.
Depois da flor vem a semente.
Vamos planta-la.
Nossa amizade enraizada.
Até o fim da nossa jornada.
beijos meus,Evanir.
Obs:Devido a Tendinite.
Estou falando a mesma
coisa.
Em todos os blogs.
Minha linda Amizade.

14 de junho de 2011 às 14:37  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Bom dia.Que soneto lindo o seu!Quanta suavidade em seus versos,trazendo à mente todas as imagens profundas quando lemos.
Quero agradecer o seu comentário, a sua visita, e sinta-se à vontade para expressar a sua opinião caso queira.
Fazer amizades é sempre bom,ainda mais quando elas são verdadeiras!
Um beijo, e uma excelente semana para você e sua família.
Fiquem com Deus!

14 de junho de 2011 às 16:28  
Blogger Rui Pires disse...

Caro Sol, mais uma vez umas palavras que formam um poema maravilhoso!

Os meus parabéns!

Rui
OLHAR D'OURO

14 de junho de 2011 às 17:08  
Blogger Yasmine Lemos disse...

Registros e digitais amorosas em um poema de amor
lindo
bj

14 de junho de 2011 às 17:53  
Blogger Ricardo Calmon disse...

Olá meu Bom Poeta e Amigo:

Em intensidade de poema teu,absorver é me fazer crescer!

te abraço

viva la vida

14 de junho de 2011 às 19:17  
Blogger Manuel disse...

Adoro a forma como domina a rima e estrutura os seus sonetos.
Digo, por que sinto, que tem alma de poeta.
Parabéns.

14 de junho de 2011 às 22:16  
Blogger José Sousa disse...

Olá amigo Sol, tudo bem!
Sempre com belos posts sobre o amor. Adorei mais este.
Boa continuação e um abração.

14 de junho de 2011 às 22:27  
Blogger João Ludugero disse...

Olá, boa tarde!
Eu venho te convidar a visitar meu blog de POESIAS. Se gostar e quiser me SEGUIR, vou gostar de ter seus coments. Já te SIGO com Alegria! Saúde e muitas Felicidades, hoje, amanhã e sempre.
Abraço iluminado,
João Ludugero, Poeta.
www.ludugero.blogspot.com
Até mais!

14 de junho de 2011 às 23:05  
Blogger Leninha disse...

O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração!"

Bonito isso. Enxergar sonhos que antes eu não saberia ver sozinho. Enxergar só porque o outro me emprestou os olhos , socorreu-me em minha cegueira. Eu possuia e não sabia. O outro me apontou, me deu a chave, me entregou a senha.

Coisas que Jesus fazia o tempo todo. Apontava jardins secretos em aparentes desertos.

Palavras do Pe Fábio de Mello que dedico a ti,meu amigo Sol,que sabes,como ninguém apontar,dar a chave e a senha ,da beleza e da poesia da vida.
Bjssssss,Leninha

14 de junho de 2011 às 23:30  
Blogger Evanir disse...

Que a cada amanhcer seus
o olhos brilhem de amor.
Aproveite a cada minuto
com se fosse o ultimo.
E a cada amanhecer no silencio
do seu pensamento fique imaginando apenas
coisas boas para sua vida.
Abraçe com todo carinho
soménte a felicidade
que contagia sua vida.
Jamais se entregui ao desespero
a vida nasce a cada manhã.
beijos com infinita ternura,Evanir..

15 de junho de 2011 às 13:21  
Blogger Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

SOL: um soneto maravilhoso, o amor cantado no rair da vida que pulsa entre a ternura e a paixão... és o poeta do amor. Parabéns pelo selo, meu carinho e abraços, jorge bichuetti

16 de junho de 2011 às 09:25  
Blogger Arnoldo Pimentel disse...

Muito bonito seu poema, já sigo seu blog.Parabéns e um bom dia poeta.

16 de junho de 2011 às 10:36  
Blogger Simone Martins2 disse...

Bom diaaaaa...e como esta belo esse dia
Cheio de formosura me convida a um passeio
Cheio de esplendor
Mostrando que e eterno o AMOR
Sou do tipo a moda antiga
Que adora receber flores
E te digo com verdade
Quem em prol da felicidade
Acredito: ainda morrerei de amor!
O coração doi, se inflama e explode
Mas so quem o sabe com certeza,
E a pessoa que esta sofrendo, amando!
Podem falar ou escrever o que quiserem
Mas acredito: Ainda se morre por AMOR, sim!
E triste, mais e vero!
Quem sabe o que vai por dentro de nosso coração?
Por mais que falemos ou escrevemos,
So nos mesmos e que o sabemos!
Ai, ai...um dia ainda morro por meu AMOR,
Que tenho tido por nos dois...Amo duas vezes,
Por mim e por ele...Quer mais?
Desculpe, mas e assim mesmo...me empolguei e desabaffei!
AMOR, amor...sublime AMOR!

Lindo dia para ti, percebes que tu es poeta e ama tua esposa?
Com certeza, romantico tu es, e por ela, morreria, nao e mesmo?

16 de junho de 2011 às 14:44  
Blogger Só pra você disse...

Que linda poesia, de uma ternura ímpar, amei tanto que apaixonei-me. Parabéns querido!
Passei para te deixar um abraço também.

Beijocas

16 de junho de 2011 às 17:00  
Blogger MARILENE disse...

Belíssimo poema! Como todas as suas postagens. Parabéns!

16 de junho de 2011 às 22:33  
Blogger Roberta disse...

Oi..
Gostei muito dos seus posts e do seu blog:)
Te convido a visitar o Mundo dos Eus!
www.omundodoseus.blogspot.com
Bjos e Boa noite!
Roberta

17 de junho de 2011 às 02:49  
Blogger Só pra você disse...

Nossa, que lindas palavras, naveguei nelas agora meu caro amigo poeta. Obrigada por suas visitas ao meu blog, eu gosto muitoooo. Tem outra coisa também que gosto quando venho aqui, a seleção de músicas que ouço, as vezes eu fico um tempão ouvindo aqui no trabalho, rsrsrs, são demais! Postei hoje um poema em homenagem a todos os meus novos amigos do blog e você está no meio deles, você é um deles, por isso, parabéns e é muito bom ser tua amiga.

Beijos e agradeço pelo carinho. Bom final de semana

17 de junho de 2011 às 18:48  
Blogger Lu disse...

Ola Sol ca estou de novo ,atrasada mais venho ,prestigiar mais uma vez este teu maravilhoso blog,onde com certeza todos os visitantes,tem a mesma sensacao que eu ,de leveza ,porque tu sabe receber teus todos com carinho e dedicacao,a tua sensibilidade e muito grande,as escolhas das musicas que tens aqui ,me deixam numa total leveza,e nao so ,em especial as belas poesias e poemas escritos ,palavras que saem do coracao,tens um dom especial pra escrever ,palavras simples mais que expressa tudo que existe dentro de ti amigo.
Quero te desejar um bom fim de semana,ao lado de teus familiares.
Beijos da amiga,e mais uma agradeco.
Lu.

17 de junho de 2011 às 19:55  
Anonymous Anónimo disse...

Lindo texto! Gostei muito de vir aqui. Volto sempre.


P.S. Em alguns blogs, só estou conseguindo comentar como anônimo. Se quiser me visitar,
www.valsoaressilva.blogspot.com

Abraços.

18 de junho de 2011 às 02:56  
Blogger Poema as Bruxas disse...

Minha primeira visita e adorei... lindas poesias,...
Estarei sempre aqui...

saudações

18 de junho de 2011 às 23:09  
Blogger OceanoAzul.Sonhos disse...

Lindo ler sentimento. Gostei muito.
Um grande abraço
oa.s

24 de junho de 2011 às 16:25  
Blogger Só pra você disse...

Que poema lindo! Declaração de amor, do jeito que gosto, quase do jeito como faço, porque o teu é lindo demais meu querido. Parabéns, espero que ela tenha amado assim como eu amei. rsrsrs

Beijocas...

PS: Já pegou o teu selinho no meu blog?

29 de junho de 2011 às 19:19  
Blogger Paula disse...

que atmosfera de paz, wow xxx

19 de outubro de 2011 às 17:26  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial